• O Tempo

Ônibus metropolitanos de BH deverão ter horários reduzidos devido às restrições

Governo terá 48 horas para analisar e admitir redução imediata quando houver queda brusca de passageiros


A Secretaria de Estado de Infraestrutura e Mobilidade (Seinfra) de Minas Gerais firmou com as empresas concessionárias do transporte coletivo metropolitano de Belo Horizonte um protocolo emergencial para readequação dos horários à demanda de passageiros. Com isso, é provável que os quadros sejam reduzidos, devido ao fechamento das atividades comerciais não essenciais.


Conforme o governo, a medida é decorrente da determinação de todos os 853 municípios mineiros entrarem na onda roxa da pandemia de coronavírus, a mais restritiva. Ela impõe toque de recolher entre às 20h e às 5h todos os dias a partir desta quarta-feira (16).


Onda Roxa em Minas Gerais: veja o que pode ou não pode abrir


Agora, as concessionárias de ônibus deverão pedir à Seinfra alterações nas viagens. O governo, por sua vez, terá 48 horas, para analisar, podendo admitir a redução imediata nos casos em que haja queda brusca de passageiros circulando.


Caso as empresas não se manifestem, a própria secretaria determinará o quadro de horários a ser cumprido.


Nesta terça-feira (16), a prefeitura da capital informou que vai aderir ao programa de flexibilização do governo, incluindo-se na onda roxa. De acordo com a Empresa de Transportes e Trânsito de Belo Horizonte (BHTrans), a orientação para as empresas que operam o sistema de transporte coletivo da capital é manter a operação conforme o programado para esta quarta-feira e avaliar os impactos e a necessidade de adequações.

Posts em Destaques
Posts Recentes
Arquivos
Pesquise por Tags
Siga-nos
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • LinkedIn Social Icon