© 2017 por Softbus Consultoria e Informática Ltda

  • Black Facebook Icon
  • Black Twitter Icon
  • Black LinkedIn Icon
  • Instagram - Black Circle
Please reload

Posts Recentes

Softbus - e-Social

02/05/2019

1/2
Please reload

Posts em Destaques

Prefeitura de São Paulo transfere mais R$ 263 milhões para subsídios ao sistema de ônibus

Dinheiro reservado para cobrir gastos do sistema terminou em setembro. Transferências já somam R$ 725,64 milhões, além dos R$ 2,1 bilhões reservados no Orçamento.

 

Licitação quer reduzir custos e prefeito Bruno Covas promete contratos para janeiro

 

ADAMO BAZANI

 

A gestão do prefeito Bruno Covas autorizou nesta quarta-feira, 31 de outubro de 2018, a transferência de mais recursos para subsidiar o sistema de ônibus da capital paulista.

 

Desta vez, o valor é de R$ 263,32 milhões (R$ 263.326.620,00) que estavam previstos no orçamento para originalmente ser destinados a diversas ações, como manutenção e operação de Escolas Municipais de Educação Infantil (EMEI), publicações de interesse da prefeitura, incentivo à prática de esportes, intervenções no sistema viário, intervenções no sistema de drenagem, construção de terminais e corredores de ônibus, manutenção da central de atendimento 156, construção de unidades habitacionais, entre outras.

 

O decreto autorizando a abertura deste crédito foi assinado pelo prefeito em exercício e presidente da Câmara, Milton Leite.

 

Como mostrou o Diário do Transporte, as verbas de R$ 2,1 bilhões do Orçamento para subsídios às operações dos ônibus acabaram em setembro. Já foram empenhados, sem contar com o remanejamento desta quarta-feira, R$ 2,53 bilhões.

 

Assim, a prefeitura já teve de remanejar R$ 462 milhões (R$ 462.319.314,00) e, com o novo aporte de hoje, este total de transferências já soma R$ 725,64 milhões (R$ 725.645.934).

 

Além destes valores, a gestão teve de pagar R$ 272 milhões (R$ 272.079.963,36) às empresas referentes aos subsídios de 2016 que não foram repassados pela gestão do ex-prefeito Fernando Haddad. Os débitos totais destes subsídios atrasados somam R$ 332 milhões. O acordo com as empresas foi de pagamento em dez prestações.

Tags:

Compartilhe no Facebook
Compartilhe no Twitter
Compartilhe no Linkedin
Please reload

Siga-nos
Please reload

Pesquise por Tags