© 2017 por Softbus Consultoria e Informática Ltda

  • Black Facebook Icon
  • Black Twitter Icon
  • Black LinkedIn Icon
  • Instagram - Black Circle
Please reload

Posts Recentes

Softbus - e-Social

02/05/2019

1/2
Please reload

Posts em Destaques

Sitrans solicita aumento da tarifa de transporte coletivo em Campina Grande

13/12/2018

Empresas pedem reunião para revisar tarifa que hoje é de R$ 3,30. STTP diz que população não pode pagar aumento no preço da passagem.

 

O Sindicato das Empresas de Passageiros de Campina Grande (Sitrans) encaminhou um pedido à Superintendência de Trânsito e Transporte Público (STTP) da cidade para que seja revista a tarifa de transporte coletivo, que atualmente é de R$ 3,30. A solicitação foi entregue após a Justiça do Trabalho decidir que os motoristas de ônibus não podem receber dinheiro de tarifa - uma ação impetrada pelo Ministério Público do Trabalho (MPT) que defende a volta dos cobradores.

  • Motoristas de ônibus de Campina Grande não podem acumular função de cobrador, decide TRT

 

De acordo com o superintendente da STTP, Félix Araújo Neto, a volta dos cobradores implicaria no aumento de R$ 0,42 na tarifa, elevando o valor para R$ 3,72. O reajuste representaria 12,7%.

 

“O cuidado que a STTP está tendo é que não haja a transferência de custos para a população. Hoje, por exemplo, para ter de volta os cobradores o preço é de R$ 0,42 na tarifa de ônibus. A população não pode pagar esse preço. A gente quer encontrar uma fórmula, através de instrumentos tecnológicos, para solucionar tudo isso”, disse Félix Araújo, em entrevista ao Jornal da Paraíba na terça-feira (11).

 

Ainda segundo o superintendente, a STTP vai dialogar com o Ministério Público do Trabalho e com empresas de ônibus para chegar a um consenso.

 

Reunião sobre novo valor da tarifa

 

Félix Araújo informou que o Conselho Municipal de Transporte Público vai se reunir até o dia 20 de dezembro para decidir sobre o valor da nova tarifa de ônibus em Campina Grande.

“Recebemos uma solicitação do Sitrans já pedindo a revisão da passagem de ônibus. Possivelmente a reunião seja na quarta (19) ou quinta-feira (20). A nossa obrigação é de convocar o conselho e aguardar a decisão”, concluiu.

 

Decisão do TRT sobre motoristas de ônibus em CG

 

Os motoristas dos ônibus coletivos de Campina Grande não podem mais acumular a função de cobrador após uma decisão do Tribunal Regional do Trabalho (TRT) condenar os consórcios contratados para o serviço de transporte público de passageiros na cidade a abster-se de fazer com que os profissionais além de dirigir, exerçam quaisquer outras atividades que não sejam relativas à condução do veículo.

 

A decisão foi assinada pela juíza titular do trabalho Nayara Queiroz Mota de Sousa, da 3ª Vara do Trabalho de Campina Grande, no dia 5 de dezembro, e também condena as empresas a elaborar e manter atualizada uma análise ergonômica do trabalho, sob pena de multa de R$ 5 mil, e a efetuar uma indenização de R$ 1 milhão para ressarcir os danos coletivos decorrentes da lesão à dignidade dos motoristas.

 

A determinação faz parte de uma ação civil pública impetrada pelo Ministério Público do Trabalho (MPT) para apurar conduta irregular em desrespeitos às normas trabalhistas, o acúmulo ilegal de funções de motorista e cobrador desde 2014, quando foram firmados os contratos com os consórcios.

Tags:

Compartilhe no Facebook
Compartilhe no Twitter
Compartilhe no Linkedin
Please reload

Siga-nos
Please reload

Pesquise por Tags