© 2017 por Softbus Consultoria e Informática Ltda

  • Black Facebook Icon
  • Black Twitter Icon
  • Black LinkedIn Icon
  • Instagram - Black Circle
Please reload

Posts Recentes

Softbus - e-Social

02/05/2019

1/2
Please reload

Posts em Destaques

Funcionários do transporte público urbano fazem greve em Pará de Minas

10/04/2019

Categoria reivindica reajuste salarial e melhores condições de trabalho. Mobilização foi iniciada nessa terça-feira (9).

 

Motorista e cobradores do transporte público urbano de Pará de Minas estão em greve. O movimento foi iniciado ás 6h desta terça (9). O presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Transporte Rodoviário de Pará de Minas, Francisco Ferreira Borges, disse que a categoria cobra melhores condições de trabalho e reajuste salarial.

 

O G1 entrou em contato por telefone com a Turi-Transporte Urbano Rodoviário e Intermunicipal, empresa terceirizada da Prefeitura para executar o serviço de transporte na cidade e fomos informados que toda a direção da empresa está em reunião. A reportagem também entrou em contato com a Prefeitura, e aguarda retorno.

 

Cerca de 30 ônibus circulam diariamente na cidade, com um total de 200 trabalhadores entre motoristas e cobradores. Francisco, destacou que, atualmente, o salário de um motorista na cidade é em torno de R$ 1,5 mil e não é compatível com a carga horária que cumprem mensalmente.

 

“Queremos igualdade de salário com Itaúna, cidade vizinha nossa aqui, de mesmo porte que Pará de Minas. Lá o salário para motoristas é de R$1.930, então porque o nosso tem que ser baixo? Não podemos continuar vivendo essa situação. Deflagramos a greve para tentar conseguir nossos objetivos”, destacou Francisco.

 

 

Negociação

 

De acordo com o Sindicato dos Trabalhadores em Transporte Rodoviário, a data base da categoria para discussão de salários e benefícios é 1º de março, conforme o presidente do Sindicato a empresa apresentou duas propostas que não foram aprovadas pelos trabalhadores, porque não supre as necessidades da categoria.

 

“A empresa apresentou propostas que não corrigem nem a inflação. Eles não melhoram nada, nem benefício e nem salário. Fecharam as portas para a gente”, encerrou.

Tags:

Compartilhe no Facebook
Compartilhe no Twitter
Compartilhe no Linkedin
Please reload

Siga-nos
Please reload

Pesquise por Tags