© 2017 por Softbus Consultoria e Informática Ltda

  • Black Facebook Icon
  • Black Twitter Icon
  • Black LinkedIn Icon
  • Instagram - Black Circle
Please reload

Posts Recentes

Softbus - e-Social

02/05/2019

1/2
Please reload

Posts em Destaques

Nova licitação do transporte coletivo prevê ônibus elétricos, híbridos e toda a frota com ar condicionado

A nova licitação do transporte coletivo, que deve ser lançada nos próximos dias, deverá contar com veículos elétricos e híbridos. No início, a aquisição será pequena, para uma espécie de teste dos ônibus pelas ruas de Cuiabá. Além disto, há também a exigência de que toda a frota tenha ar condicionado.

 

A nova licitação prevê 64 ônibus a mais com ar-condicionado em relação à situação atual. O edital pontua ainda que, havendo condições econômicas, a meta é alcançar 100% da frota com ar-condicionado em cinco anos.
 
Além disto, o edital ainda prevê que – no início da operação – a Prefeitura de Cuiabá fará a aquisição de quatro ônibus para teste de tecnologias, sendo dois veículos elétricos e a mesma quantidade de híbridos. Eles serão disponibilizados às futuras concessionárias para operação comercial e avaliação de resultados, principalmente quanto ao consumo de energia/combustíveis, autonomia, manutenção, desempenho e demais avaliações, visando a futura incorporação na frota.
 
Até o terceiro ano de atuação da nova empresa, serão incorporados novos ônibus com tecnologia elétrica e ou híbrida, considerando os resultados dos testes a serem realizados, bem como a evolução destas tecnologias e de fornecedores no país. Tal frota, será utilizada nas linhas principais (linhas troncais).
 
Será realizada uma atualização do modelo econômico-financeiro de modo a ser verificada a forma de implantação destes ônibus: com aquisição pelo município; pelas Concessionárias ou modelo misto.
 
Independente da incorporação de ônibus de tecnologia elétrica e ou híbrida a frota de ônibus diesel a ser renovada será obrigatoriamente com ônibus com motores do tipo Euro 6 (Proconve 7), quando estes forem disponibilizados pela indústria nacional. Isso porque eles reduzem significativamente a emissão de poluentes tóxicos que trazem danos à saúde pública, inclusive alguns cancerígenos.
 
O contrato inicial prevê uma frota operacional de 352 veículos, com 31 de reserva técnica. A estimativa é de 17% de veículos zero km no início da operação. Ao todo, está prevista a aquisição de 1.138 ônibus em 20 anos, dos quais 818 são novos.

Tags:

Compartilhe no Facebook
Compartilhe no Twitter
Compartilhe no Linkedin
Please reload

Siga-nos
Please reload

Pesquise por Tags