© 2017 por Softbus Consultoria e Informática Ltda

  • Black Facebook Icon
  • Black Twitter Icon
  • Black LinkedIn Icon
  • Instagram - Black Circle
Please reload

Posts Recentes

Softbus - e-Social

02/05/2019

1/2
Please reload

Posts em Destaques

Edital para contratar empresa de transporte exige internet e ar condicionado em ônibus

Prefeitura de Limeira fará contrato emergencial com concessionária 'tampão' para substituir Viação Limeirense até abertura de licitação. Viação está sob intervenção há dois anos.

 

A Prefeitura de Limeira (SP) vai exigir que a nova empresa de transporte público, a ser contratada em caráter emergencial, ofereça 140 ônibus com ar condicionado (ou climatizador) e internet Wi-Fi. O edital para contratação da concessionária que substituirá a Viação Limeirense foi publicado neste sábado (6).

 

A empresa vai operar o transporte até que uma licitação ocorra. Para isso o Executivo prevê concluir em outubro o plano de mobilidade que servirá de base para a concorrência. Na prática, a substituição da concessionária de transporte está atrasada há dois anos, já que o contrato com a Viação Limeirense venceu em abril de 2017.

 

A contratação emergencial ocorrerá por chamamento público e a prefeitura promete concluir e colocar novos ônibus nas ruas em até 90 dias. As empresas interessadas no serviço devem protocolar propostas até 17 de julho, às 9h.

 

"Todos os veículos deverão contar com serviço de internet sem fio (Wi-Fi), conforme especificado nas tecnologias embarcadas. Os ônibus também deverão possuir sistema de ar-condicionado e/ou climatizador de ambientes", informou o Executivo, em nota.

 

A frota exigida pelo edital é de 140 ônibus convencionais além de outros oito micro-ônibus para o Transporta, sistema para pessoas com deficiência. Os oitos veículos acessíveis podem ser substituídos por coletivos que garantam transporte de 80 passageiros por hora.

 

O contrato emergencial terá duração de 180 dias, mas poderá ser prorrogado. O edital pode ser encontrado no Jornal Oficial deste sábado.

 

Contratação encerrará intervenção

 

A intervenção na Viação Limeirense ocorre há dois anos e três meses e foi iniciada, segundo a prefeitura, por conta da crise administrativa da empresa, que se negou a passar informações sobre bilhetagem eletrônica, e uma greve de motoristas deflagrada em 14 de abril de 2017, três dias antes de outra companhia assumir, justamente por uma contratação emergencial, parte do transporte público.

 

A pressão dos motoristas causou a substituição da contratação pela intervenção. O primeiro prazo para a prefeitura encerrar a intervenção era de 60 dias, mas ele foi prorrogado sete vezes.

 

A prefeitura alega que a decisão de acabar com a intervenção se deve ao risco de "colapso no serviço". Em 28 de maio, 32 ônibus da frota municipal foram recolhidos por um dia para cumprimento de um mandado de busca e apreensão.

Tags:

Compartilhe no Facebook
Compartilhe no Twitter
Compartilhe no Linkedin
Please reload

Siga-nos
Please reload

Pesquise por Tags