Gestão Bruno Covas revoga portaria que permitia ônibus sem cobrador a partir de 02 de setembro

Sindicato dos trabalhadores diz que medidas da prefeitura podem colocar empregos em risco


ADAMO BAZANI


Diante da possibilidade de paralisações em terminais de ônibus da cidade de São Paulo anunciada para esta quarta-feira, 31 de julho de 2019, pelo Sindmotoristas – sindicato que representa os trabalhadores em transporte urbano, a gestão Bruno Covas recuou da portaria que permitia que a partir de 02 de setembro, os ônibus padrons e convencionais novos fossem inseridos no subsistema estrutural (linhas que passam pela região central) sem o posto do cobrador.


A suspensão da portaria ocorreu na manhã desta terça-feira, 30 de julho de 2019, em documento assinado pelo secretário de mobilidade e transportes, Edson Caram.

O documento, ao qual o Diário do Transporte teve acesso, foi confirmado pela SMT – Secretaria Municipal de Mobilidade e Transportes.


O Diário do Transporte conversou por telefone com o presidente licenciado do Sindmotoristas e deputado federal, José Valdevan de Jesus Santos, o Noventa, que considerou a atitude do secretário Caram um avanço, mas disse que ainda há outras questões a ser resolvidas, como a redução de frota e os impactos do modelo de licitação adotado nos contratos emergenciais.


Com a sinalização da prefeitura, Noventa disse que as paralisações nos terminais previstas para esta quarta, 31, tendem a não ocorrer, decisão que vai ser oficializada em reunião plenária na entidade sindical.

Posts em Destaques
Posts Recentes
Arquivos
Pesquise por Tags
Siga-nos
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • LinkedIn Social Icon

© 2017 por Softbus Consultoria e Informática Ltda

  • Black Facebook Icon
  • Black Twitter Icon
  • Black LinkedIn Icon
  • Instagram - Black Circle