Tarifa do transporte coletivo de Foz do Iguaçu vai subir para R$ 3,95, diz prefeitura

Foztrans havia proposto cobrança diferenciada para usuários que pagam em dinheiro e com o cartão único; prefeito não aceitou e fixou preço de R$ 3,95 nesta segunda-feira (28).


A passagem do transporte coletivo de Foz do Iguaçu, no oeste do Paraná, vai subir de R$ 3,75 para R$ 3,95 para pagamentos com cartão único e dinheiro, a partir de sexta-feira (1º), segundo a prefeitura.


A decisão do prefeito de Foz do Iguaçu, Chico Brasileiro (PSD), foi divulgada nesta segunda-feira (28), e a assinatura do decreto está prevista para quinta-feira (31).


O prefeito decidiu não aceitar a proposta de R$ 3,90 apresentada na sexta-feira (25) pelo Instituto de Transportes e Trânsito de Foz do Iguaçu (Foztrans) sobre o valor da tarifa - que previa cobrança diferenciada para pagamentos com o cartão único (R$ 3,90) e em dinheiro (R$ 4,20).


Segundo o prefeito, o aumento proposto não é justo porque o serviço prestado pelo Consórcio Sorriso não é adequado para a cidade turística. Outra justificativa foi a atual situação econômica.


O G1 tenta contato com o consórcio.


Reajuste


Para o reajuste anual, a contabilidade do Foztrans faz o levantamento dos custos do consórcio e define uma tarifa técnica. Neste ano, por exemplo, a tarifa técnica calculada pelo instituto foi de R$ 4,02. Após o valor definido, a tarifa é apresentada para a prefeitura.


O executivo pode ou não aceitar o valor calculado. Quando não aceito e o consórcio entender que será prejudicado, a empresa têm o direito de levar o caso até a justiça para pedir o reajuste.


Por isso, o instituto informou na sexta-feira que haveria uma diferenciação dos preços pela forma de pagamento. Isso facilitaria a negociação com o consórcio e beneficiaria o usuário que utiliza todos os dias o cartão único, conforme o Foztrans.


De acordo com o Foztrans, a proposta do prefeito não cobrirá os custos previstos pelo consórcio e é provável que a empresa entre novamente na justiça para pedir o aumento da tarifa.


Segundo a prefeitura, o aumento faz parte do reajuste tarifário anual, previsto no contrato de concessão entre o município e o consórcio


O reajuste considera os aumentos dos salários dos motoristas e cobradores, do diesel e a inflação, conforme a prefeitura.


Veja mais notícias da região no G1 Oeste e Sudoeste.

Posts em Destaques
Posts Recentes
Arquivos
Pesquise por Tags
Siga-nos
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • LinkedIn Social Icon

© 2017 por Softbus Consultoria e Informática Ltda

  • Black Facebook Icon
  • Black Twitter Icon
  • Black LinkedIn Icon
  • Instagram - Black Circle