Araucária (PR) terá nova redução na tarifa de ônibus a partir de segunda-feira

Sistema local Triar terá preço da passagem a R$ 2,40


JESSICA MARQUES

A Prefeitura de Araucária, no Paraná, informou por meio de nota que, mais uma vez, vai reduzir a tarifa das linhas do sistema local, o Triar.


Em janeiro de 2018, a tarifa foi reduzida pela Prefeitura de R$ 4,25 para R$ 2,90. Em abril de 2019, caiu de R$ 2,90 para R$ 2,65 e, na próxima segunda-feira, 11 de novembro de 2019, passará a ser de R$ 2,40.


O decreto que autoriza a redução da tarifa já foi assinado pelo poder executivo e publicado no Diário Oficial do Município nesta sexta-feira, 08 de novembro de 2019.

“Novamente, a redução da tarifa ocorrerá mantendo a integração gratuita com as linhas metropolitanas, a integração temporal entre linhas do Triar (‘ponto a ponto’), a tarifa domingueira (gratuita) e as inúmeras isenções previstas em lei”, informou a Prefeitura, em nota.


Segundo a Superintendência de Transporte Coletivo, desde 2017, levando em conta as duas reduções de tarifa, o número de usuários do transporte coletivo local de Araucária cresceu 46%, indo contra uma redução de cerca de 23% no número de usuários na média do país.


“Recentemente, foi batido um recorde de 48 mil passagens/dia no sistema local de Araucária. Os números mostram que as reduções de tarifa atraíram mais usuários para o transporte coletivo e esse crescimento de público ajudou a manter estável a receita do sistema.”


COMO REDUZIR

A readequação de linhas e a revisão e redução de despesas foram fatores importantes para possibilitar a melhora na qualidade do sistema e a implantação de gratuidades oferecidas a diversos públicos, segundo a Prefeitura.


“Antes eram 450 mil km/dia nas 55 linhas. Hoje são 550 mil km/dia. O subsídio pago pela Prefeitura para custear o sistema de transporte coletivo já chegou a R$ 42 milhões (2014), R$ 43 milhões (2015) e R$ 46 milhões (2016). Em 2017, com a revisão de despesas e readequações realizadas, o subsídio foi reduzido para R$ 23 milhões; R$ 18,9 milhões em 2018 e estima-se que fique próximo a R$ 25 milhões em 2019”, explicou a administração municipal.


Para a Prefeitura, as mudanças no transporte público resultam em impacto positivo direto na qualidade de vida dos moradores e no desenvolvimento econômico e social.


“A redução da tarifa é um estímulo à circulação de pessoas no município, o que pode favorecer o comércio local, por exemplo. Para os empresários, é um apoio já que reduz o custo com transporte dos empregados. Para as famílias, é uma oportunidade de facilitar o acesso a eventos públicos, lazer e outras atividades de interesse; destaca-se que, aos domingos, a tarifa é gratuita para quem faz uso do cartão Triar.”


GRATUIDADES

Mesmo com a sequência de redução da tarifa dos ônibus do Triar, o município de Araucária informou que tem implantado benefícios e gratuidades no transporte coletivo para diversos públicos.


Os ônibus das linhas locais contam com sinal de internet e o usuário pode fazer integração sem precisar ir a um dos terminais; mediante uso do cartão Triar.


Confira abaixo as gratuidades oferecidas no município:

Em Araucária, todos os usuários do transporte coletivo local (mediante uso do cartão Triar) têm gratuidade de tarifa aos domingos (Lei nº 3.154/2017).


Por sua vez, os estudantes de escolas públicas do município (da educação infantil ao ensino médio – incluindo turmas de EJA e Ceebja) também contam com isenção de tarifa durante o turno de aula (Lei nº 3.110/2017).


Há isenção também para pais/responsáveis de estudantes de até 12 anos que levam as crianças para a aula; conforme decreto 32.098/2018.


Crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade e risco social que participam de programas da Secretaria Municipal de Assistência Social (SMAS) também contam com isenção de tarifa prevista em lei (Lei nº 3.110/2017).


Há isenção também para integrantes da Banda Municipal de Araucária (Lei nº 3.408/2018), alunos dos cursos e oficinas de artes da Secretaria Municipal da Cultura e Turismo (Lei nº 3.443/2019).


Alunos/atletas dos programas esportivos da Secretaria Municipal de Esporte e Lazer já contavam com isenção desde 2012 (Lei nº 2.421/2012). A série de isenções contempla ainda o(a) acompanhante de pessoa com deficiência (Lei nº 3.217/2017) e os agentes comunitários de saúde (Lei nº 3.317/2018).


Jessica Marques para o Diário do Transporte

Posts em Destaques
Posts Recentes
Arquivos
Pesquise por Tags
Siga-nos
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • LinkedIn Social Icon

© 2017 por Softbus Consultoria e Informática Ltda

  • Black Facebook Icon
  • Black Twitter Icon
  • Black LinkedIn Icon
  • Instagram - Black Circle