• Diário do Transporte

Após Assembleia de Minas Gerais aprovar PL que proíbe ônibus de aplicativo, Buser faz promoção

Após Assembleia de Minas Gerais aprovar PL que proíbe ônibus de aplicativo, Buser faz promoção com viagem grátis dentro do estado

Projeto proibindo ação de plataformas de mobilidade em viagens intermunicipais precisa ainda ser aprovado em segundo turno; enquanto isso. empresa de aplicativo aposta em ação de marketing para angariar apoios


ALEXANDRE PELEGI


Após um revés no legislativo de Minas Gerais, a plataforma de mobilidade Buser decidiu contra-atacar oferecendo viagens de graça dentro do estado entre os dias 08 e 22 de setembro de 2021.


Lançada nesta segunda-feira, 30 de agosto de 2021, a promoção alcança ao todo mais de 75 destinos, somando 256 trechos, e já aparece disponível para reservas no site e aplicativo da empresa de ônibus de aplicativo.


A Buser promete viagens do que chama “fretamento colaborativo”, com preços, a empresa afirma, 60% mais baratos do que as empresas de ônibus convencionais.


Não há limite de viagens por CPF, mas tudo depende da disponibilidade dos parceiros da plataforma.


A campanha de marketing da empresa é uma maneira de enfrentar a decisão dos deputados estaduais mineiros, que estão prestes a proibir a atuação de empresas de aplicativo de ônibus, como a Buser e 4Bus, no estado.


O projeto de lei PL 1.155/15, do deputado Alencar da Silveira Jr. (PDT), regulamenta o fretamento por ônibus e vans, e foi aprovado em primeiro turno na quarta-feira, 25 de agosto de 2021.


Proibindo, na prática, a atuação de empresas de aplicativo de ônibus, a matéria retornou para a Comissão de Transporte, Comunicação e Obras Públicas, para análise em 2º turno.


Com a decisão dos deputados mineiros, fica vedado o fretamento para viagem intermunicipal intermediada por terceiros que comercializem lugares de forma fracionada/ individualizada por passageiro e com característica de transporte público, como fazem os apps.


O circuito aberto ocorre quando pessoas de forma individual e que têm destinos diferentes usam o ônibus comprando passagens isoladamente sem terem de voltar no mesmo veículo, o que configura linha regular pública.


A Buser tem sofrido reveses na justiça em vários estados, e no caso de Minas Gerais chegou a anunciar um plano de expansão abrangendo 20 novas cidades com reforço da presença em municípios como Itabira, Governador Valadares e

Montes Claros.


Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transportes

Posts em Destaques
Posts Recentes