• G1 Goiás

CityBus 2.0 começa a integrar viagens com ônibus do transporte coletivo em Goiânia

Passageiro que usar ônibus do transporte coletivo e CityBus 2.0 ganhará créditos no valor da passagem de ônibus para viagens no serviço por aplicativo.


Por Vanessa Chaves, G1 GO


Serviço de transporte coletivo chamado por aplicativo, o CityBus 2.0 começou na segunda-feira (19) a se integrar com os ônibus do transporte público, em Goiânia. Segundo a empresa, o passageiro que fizer viagens usando os dois sistemas em um intervalo de até 1h30 vai ganhar créditos no valor da passagem de ônibus - que atualmente custa R$ 4,30 - para viagens no CityBus 2.0.


O programa é chamado de "Dinheiro de Volta". A concessão dos créditos será válida para pagamentos com o Cartão Fácil, para trajetos a partir de R$ 5 no CityBus 2.0, pois o valor de cada viagem depende do trajeto do passageiro.

Desde o início de setembro deste ano, o serviço por aplicativo passou a aceitar pagamentos pelo Cartão Fácil, que hoje já representa quase 40% das viagens. Para receber os créditos, é necessário que o passageiro tenha o mesmo CPF cadastrado no Cartão Fácil e no aplicativo CityBus 2.0. Os créditos serão lançados todas as quintas-feiras e ficarão disponíveis por 30 dias para uso.

Haverá pontos de embarque Fácil nos terminais da Praça da Bíblia, Garavelo, Cruzeiro do Sul e Bandeiras. Nestes locais, totens vão indicar os pontos fixos para o embarque do CityBus 2.0 ao solicitá-lo pelo aplicativo ou no desembarque nos terminais.


Por conta da pandemia de Covid-19, os micro-ônibus do CityBus 2.0, que têm capacidade para 14 lugares, circulam no máximo com seis passageiros. Além de protocolos de limpeza e desinfecção, os veículos trafegam com janelas abertas para oferecer segurança aos clientes e motoristas. O CityBus 2.0 funciona de segunda-feira a sábado, das 6h às 23h.

Quem pode ter o benefício de 'Dinheiro de Volta'?

O passageiro que realizar viagens no CityBus 2.0 e nos ônibus do transporte público coletivo, da Região Metropolitana de Goiânia (RMTC), durante o tempo máximo de 90 minutos, independente da ordem de utilização dos transportes e em qualquer ponto dentro da área de atendimento do CityBus Goiânia, e das linhas do Transporte Público Coletivo da RMTC;

  • O passageiro deve ter a conta utilizada no CityBus 2.0 e o Cartão Fácil do serviço convencional cadastrados com o mesmo CPF;

  • O passageiro que realizar uma viagem no CityBus 2.0 acima do valor de R$ 5.


Posts em Destaques
Posts Recentes
Arquivos
Pesquise por Tags
Siga-nos
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • LinkedIn Social Icon

© 2017 por Softbus Consultoria e Informática Ltda

  • Black Facebook Icon
  • Black Twitter Icon
  • Black LinkedIn Icon
  • Instagram - Black Circle