top of page
  • G1 Sul do Rio e Costa Verde

Em meio a nova licitação e redução de linhas, Resende reforça frota com ônibus gratuitos

Veículos vão circular por bairros e distritos. Medida visa ajudar, principalmente, os estudantes e trabalhadores que precisam do transporte público.


A prefeitura de Resende (RJ) passa a disponibilizar a partir desta sexta-feira (10) 29 veículos para atender a população neste período de linhas municiais reduzidas pela empresa São Miguel.


São ônibus, micro-ônibus e outros veículos menores que vão circular por bairros e distritos. A medida visa ajudar, principalmente, os estudantes e trabalhadores que precisam do transporte público.

O reforço na frota chega em boa hora. Além da redução das linhas, uma paralisação de alguns motoristas atrapalhou ainda mais o transporte público na cidade na manhã desta sexta-feira. Os funcionários reclamavam de pendências no pagamento do salário do mês passado.


Segundo a empresa, a greve teve adesão apenas de parte dos motoristas e a situação foi normalizada no fim da manhã.

Polêmica no transporte público

Os horários das linhas de ônibus que circulam dentro do perímetro urbano e distritos de Resende estão reduzidos desde quarta-feira (8).


A Viação São Miguel anunciou a medida um dia depois de aumentar 25 centavos no valor da passagem, passando de R$ 4 para R$ 4,25.


Segundo a empresa, o aumento não foi suficiente para suprir a defasagem das contas, afetando o pagamento dos funcionários e a compra de óleo diesel.


A São Miguel, então, decidiu limitar as linhas urbanas de menores movimentos e diminuir os primeiros e últimos horários das linhas distritais.


Em nota, a Viação São Miguel responsabiliza a prefeitura por inviabilizar o investimento no transporte público e disse que aguarda, por parte da gestão municipal, o restabelecimento do equilíbrio econômico-financeiro da empresa (leia os trechos abaixo).


"A São Miguel esclarecesse que a prefeitura ao tentar licitar a questão do transporte, não observou o necessário equilíbrio do contrato entre a arrecadação e custos do serviço, inviabilizando qualquer investimento da São Miguel, que mesmo demonstrado as necessidades para melhorar o serviço, a prefeitura não proveu como deveria para a manutenção do sistema de transporte no município".


"A Viação São Miguel aguarda, por parte da gestão municipal, o restabelecimento do equilíbrio econômico-financeiro da empresa, e agradece a compreensão da população resendense".


A Viação São Miguel está com o contrato vencido desde 2020, mas continua operando amparada em uma liminar judicial.


Uma licitação para escolher uma nova empresa está em andamento. Os documentos das duas concorrentes foram analisados nesta semana.


Segundo a prefeitura, a Viação São Miguel foi inabilitada por não atender alguns itens do edital, como balanço patrimonial e atestado relativo à qualificação técnica. A habilitada foi a Viação Itapetinga. A decisão cabe recurso. O prazo começa nesta sexta-feira e termina na próxima quinta-feira (16).


"Após a fase recursal, será aberta a fase da proposta financeira. Quando tudo estiver terminado, a empresa vencedora será declarada" explicou o secretário de Governo de Resende, Élio Rodrigues.

Comments


Posts em Destaques
Posts Recentes
Arquivos
Pesquise por Tags
Nenhum tag.
Siga-nos
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • LinkedIn Social Icon
bottom of page