top of page
  • G1 SP

Greve de motoristas e cobradores de ônibus de SP é suspensa após acordo; rodízio de veículos segue cancelado

Categoria aceitou acordo proposto na noite desta terça e costurado pelo presidente da Câmara, Milton Leite.


Horas após o anúncio de que motoristas e cobradores de ônibus da capital paulista entrariam em greve a partir da 0h desta quarta-feira (3), uma reviravolta: a paralisação foi suspensa após um acordo costurado entre sindicalistas e o presidente da Câmara Municipal, vereador Milton Leite (União Brasil), nesta noite.


O rodízio de veículos, no entanto, se mantém suspenso, segundo a Prefeitura de São Paulo.


De acordo com o sindicato da categoria, os empregados pedem reajuste de 3,69% pela inflação, mais 5% de aumento real e reposição das perdas salariais ocorridas na pandemia de Covid-19. No acordo, foi oferecida a redução da jornada de trabalho e, na próxima semana, haverá uma nova reunião para negociar as demais pautas, de acordo com o presidente do SindMotoristas, Edivaldo Santiago.


A Justiça do Trabalho havia determinado que os grevistas garantissem o funcionamento de 100% da frota nos horários de pico (das 6h às 9h e das 16h às 19h) e no mínimo 50% nos demais períodos.


Segundo a decisão, os trabalhadores não deveriam impossibilitar ou criar obstáculos às saídas dos ônibus das garagens, à circulação e ao acesso pelos passageiros. E caberia às empresas de transporte coletivo disponibilizar os veículos para a prestação dos serviços.

Comments


Posts em Destaques
Posts Recentes
Arquivos
Pesquise por Tags
Nenhum tag.
Siga-nos
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • LinkedIn Social Icon
bottom of page