• Diário do Rio

Maricá passa a ter transporte público gratuito e compartilhado de ônibus e bicicletas para moradores

Os novo sistema compartilhado liga o Centro aos distritos de Inoã e Itaipuaçu. Agora, são no total 25 linhas de ônibus gratuitas, que atendem toda a cidade


Moradores de Maricá, município da região metropolitana do Rio, já contam com as cinco primeiras estações de bicicletas de uso compartilhado da cidade. As ‘Vermelhinhas’, como já são conhecidas as bikes, podem ser usadas gratuitamente, mediante um cadastro feito pelo celular, baixando o aplicativo da Empresa Pública de Transportes (EPT). Até o fim deste mês, outras quinze estações estarão liberadas, totalizando 200 bicicletas à disposição da população.


Os novo sistema compartilhado liga o Centro aos distritos de Inoã e Itaipuaçu. Agora, são no total 25 linhas de ônibus gratuitas, que atendem toda a cidade.


De segunda à sexta-feira, o morador pode usar as bicicletas pelo período de uma hora. Já nos fins de semana e feriados, o tempo máximo de utilização deve ser de duas horas. Depois do uso, a bicicleta deve ser devolvida à uma estação e só será possível fazer um novo empréstimo após 15 minutos.


O prefeito Fabiano Horta parabenizou os moradores de Maricá pela, como definiu, “nova conquista”. Segundo Horta, as ‘Vermelhinhas’ representam uma revolução no acesso à mobilidade pública na cidade, de maneira saudável e sustentável – menos de uma semana depois da expansão da malha de ônibus de tarifa zero para toda a cidade.


O prefeito também ressaltou que Maricá vem se destacando, mesmo no cenário da pandemia, como uma cidade que promove a vida, a saúde, seja no combate ao Coronavírus, seja no lançamento de um novo meio de transporte, que estimula o cuidado com a saúde física e mental.


Tivemos na última semana a chegada dos ‘Vermelhinhos’ a toda a cidade, e hoje temos este novo modal, a bicicleta, para integrar a cidade em seu cotidiano e nos períodos de lazer. É para ser usada nos deslocamentos a trabalho, mas também nas visitas aos pontos turísticos e áreas de lazer. Nossa malha cicloviária tem sido expandida e é fundamental demarcar a importância desse meio de transporte, que dialoga com hábitos de vida mais saudáveis e com a sustentabilidade”, disse.

Posts em Destaques
Posts Recentes