top of page
  • G1 Piauí

Motoristas e cobradores do transporte público paralisam atividades em Teresina

Com a suspensão das atividades, os ônibus permaneceram nas garagens no início da manhã.


Motoristas e cobradores do transporte público de Teresina voltaram a paralisar as atividades na manhã desta segunda-feira (6). A categoria reivindica pagamentos atrasados.


Com a suspensão das atividades, os ônibus permaneceram nas garagens. A previsão é que eles retornem às ruas a partir das 8h desta segunda (6).

Em nota, o Sindicato das Empresas de Transportes Urbanos de Passageiros de Teresina (Setut) informou que enfrenta dificuldades financeiras em virtude do "constante descumprimento por parte da Prefeitura de Teresina dos repasses de subsídios devidos"


O g1 entrou em contato com a Superintendência Municipal de Transporte e Trânsito (Strans) sobre a situação, mas não obteve um retorno até a última atualização desta reportagem.


Segundo o Sindicato dos Trabalhadores de Empresas de Transporte Rodoviários do Piauí (Sintetro), o órgão foi informado, na última sexta-feira (3), pelo Setut, sobre os desafios e a possibilidade de não pagamento de salários no início deste mês de fevereiro.


"A gente queria pedir desculpas de novo à população de Teresina que já sofre bastante com essa situação. As motivações são várias e a gente quer conversar com a Prefeitura. E com o Setut, se ele mudar a postura dele de negociar. A gente quer que resolva o problema de uma vez por todas, porque ninguém aguenta mais. Os trabalhadores já estão tendo problemas de doença, porque trabalha e, faltando quatro, cinco dias, o Setut vem e anuncia que não vai fazer o pagamento", afirmou o presidente Antônio Cardoso.

"Não é nosso desejo fazer isso com a população, mas nossa situação é séria", destacou o diretor de base do Sintetro, Jasiel Rodrigues.


Confira a nota do Setut na íntegra


O Sindicato das Empresas de Transportes Urbanos de Passageiros de Teresina (SETUT) informa que o setor tem enfrentado dificuldades financeiras, sobretudo no que tange a insumos e salários dos trabalhadores. Com o constante descumprimento por parte da Prefeitura de Teresina dos repasses de subsídios devidos, o sistema de transporte público enfrenta desequilíbrio econômico e déficit operacional.


O SETUT esclarece que já enviou um ofício à Strans informando a situação e aguarda retorno da Prefeitura para uma resolução efetiva desse problema. A gestão municipal deve assumir a responsabilidade e sua omissão tem prejudicado a todos: população, trabalhadores e concessionárias.

Comments


Posts em Destaques
Posts Recentes
Arquivos
Pesquise por Tags
Nenhum tag.
Siga-nos
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • LinkedIn Social Icon
bottom of page