top of page
  • prefeitura.pbh.gov.br/

PBH fiscaliza 10 ônibus em mais uma ação da Operação Tolerância Zero

A Prefeitura de Belo Horizonte realizou na tarde desta quinta-feira (29) realizou mais operação da política de Tolerância Zero. O objetivo é buscar irregularidades no serviço de transporte público da capital. Agentes da Sumob, BHTrans e da Guarda Municipal verificaram 10 ônibus próximo à garagem da empresa Cidade BH Transportes, no bairro Mantiqueira. 



Foram realizadas 11 autuações, sendo duas pelo Código Brasileiro de Trânsito,  que cinco veículos tiveram a Autorização de Tráfego (AT) retida, mas três desses ônibus sanaram as irregularidades e tiveram a AT devolvida, durante a fiscalização. Os problemas no elevador foram os mais comuns. 



Essa etapa da Tolerância Zero mira os ônibus que tiveram mais reclamações feitas pela população no canal de WhatsApp, no PBH App e também no portal de serviços da prefeitura.  Outro objetivo da operação é buscar os ônibus que estão rodando sem a autorização de tráfego. Esses veículos são identificados no Centro Integrado de Operações de Belo Horizonte (COP-BH), pelo SITBUS, um sistema conectado ao GPS dos ônibus que acompanha cada viagem do transporte coletivo. 



O superintendente da Sumob, André Dantas esteve no bairro Mantiqueira e acompanhou o trabalho dos agentes. Segundo ele,  a operação é importante para detectar irregularidades, e citou o exemplo dos  ônibus que apresentaram  problemas no elevador e tiveram  que voltar à garagem. “É parte de um conjunto de fiscalizações da prefeitura que é feito 24 horas por dia e 365 dias por ano. Vamos continuar para garantir a melhoria da qualidade do serviço”, ressaltou André. 



Tolerância Zero



A política de Tolerância Zero foi anunciada em 25 de janeiro e no primeiro mês foram realizadas 382 ações de  fiscalização do transporte coletivo,  vistoriando 3.112 ônibus (alguns deles mais de uma vez), resultando em 3.810 autuações, 138 autorizações de tráfego (AT) recolhidas e oito veículos recolhidos ao pátio do Detran-MG. 



Além das autuações e do recolhimento das autorizações de tráfego e dos veículos, as empresas concessionárias não recebem a remuneração complementar quando não cumprem as determinações da Lei 11.458/2023 em relação à pontualidade e qualidade dos veículos. 

コメント


Posts em Destaques
Posts Recentes
Arquivos
Pesquise por Tags
Nenhum tag.
Siga-nos
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • LinkedIn Social Icon
bottom of page