• G1 Piauí

Prefeitura ajuíza ação para garantir 70% da frota de ônibus nos horários de pico em Teresina

Além da frota convencional, a Strans, cadastrou cerca de 170 veículos para atender aos 56 mil usuários durante a greve dos motoristas e cobradores.


A Procuradoria-Geral do Município (PGM) de Teresina ajuizou uma ação para garantir a circulação de 70% dos ônibus no período de pico na capital enquanto durar a greve dos motoristas e cobradores de ônibus, que teve início nesta segunda-feira (8). A informação foi confirmada ao G1 pela assessoria da Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (Strans).


A decisão foi tomada após uma reunião entre o superintendente da Strans, Claudio Pessoa, e a procuradoria. O objetivo, segundo superintendência, um serviço essencial para a população, que é o transporte público.

Motoristas e cobradores pararam as atividades, segundo a categoria, devido à falta de pagamento do salário referente a janeiro e a renovação da convenção coletiva de trabalho.

A Stans considera a greve abusiva e afirma que o movimento está sendo realizado como um instrumento de pressão, prejudicando os usuários do transporte público de Teresina.

Segundo a Strans, cerca de 170 veículos foram cadastrados e irão circular na cidade para atender aos 56 mil usuários.


Sem avanços


O Sindicato dos Trabalhadores em Empresas de Transporte Rodoviários do Piauí (Sintetro) informou ao G1, nesta segunda-feira (8), que a greve permanece e que não teve avanços nas negociações.


Segundo um representante do Sintetro, Miguel Arcanjo, o Sindicato das Empresas de Transportes Urbanos de Passageiros de Teresina (Setut) afirma que as empresas não teriam condições de fazer nenhum acordo financeiro devido à baixa demanda de passageiros.


"Nós consideramos isso um absurdo. É certo que a quantidade de passageiros caiu substancialmente, porém, as empresas se adaptaram a isso. Foram muitas demissões no setor. Nós entendemos que, o que as empresas estão arrecadando hoje, é suficiente para bancar o sistema, inclusive, mantendo o lucro", disse.


O Setut informou a impossibilidade de fechamento de acordo da convenção coletiva devido aos problemas financeiros enfrentados pela empresa e que o pagamento de janeiro não foi realizado em decorrência do não repasse da Prefeitura de Teresina referente aos valores devidos, conforme prevê edital do sistema de transporte.


Paralisações

A primeira começou no dia 11 de janeiro. A categoria cobrava o pagamento dos salários de forma integral e ainda o reajuste salarial de 2019. A segunda paralisação durou três dias e foi encerrada no dia 27 de janeiro.


Os trabalhadores denunciaram estar recebendo abaixo do salário mínimo e sem pagamento do ticket-alimentação e plano de saúde. A greve foi encerrada após a Prefeitura de Teresina pagar o ticket-alimentação.


A terceira paralisação aconteceu no dia 1º de fevereiro, entre os trabalhadores do Consórcio Theresina, que atende à Zona Sudeste de Teresina.


A categoria protestava contra a demissão de um trabalhador, que eles consideraram injusta. A paralisação durou cinco horas, até que os trabalhadores e empresários entraram em um acordo.


Já quarta paralisação ocorreu na quinta-feira (4), entre os funcionários de uma das empresas que fazem parte do Consórcio Urbanus, que atende a Zona Leste de Teresina.


O protesto foi porque 25 trabalhadores não receberam o pagamento das férias, mesmo após voltar ao trabalho.

Outra questão é que 18 trabalhadores que estão afastados e teriam direito a 30% do salário estariam há três meses sem receber.


Na sexta-feira (5), os motoristas e cobradores de ônibus paralisaram as atividades pela quinta vez e não retornaram mais as atividades.


Cerca de 300 funcionários aderiram à paralisação. Os ônibus deixaram de circular das 16h às 18h, depois retornaram para as garagens.


*Lívia Ferreira, estagiária sob supervisão de Lucas Marreiros.

Posts em Destaques
Posts Recentes
Arquivos
Pesquise por Tags
Siga-nos
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • LinkedIn Social Icon

© 2017 por Softbus Consultoria e Informática Ltda

  • Black Facebook Icon
  • Black Twitter Icon
  • Black LinkedIn Icon
  • Instagram - Black Circle