top of page
  • Prefeitura de Maceió

Reajuste da tarifa de ônibus fica abaixo da inflação e mantém Maceió como a capital mais barata

Reajuste da tarifa de ônibus fica abaixo da inflação e mantém Maceió como a capital mais barata do Brasil


Redução do custo salarial com passagens caiu de 13,40% para 11,63%, comparando com 2021


As passagens de ônibus em Maceió vão sofrer uma recomposição de preços da ordem de 4% para os usuários do Cartão Vamu Cidadão, a partir desta quarta, dia 31. Os valores estão bem abaixo da inflação acumulada nos últimos dois anos, que segundo os dados do IPCA ficou acima dos 10% em 2021, enquanto em 2022 chegou a 5,78%. A nova tarifa será de R$ 3,49 para o público, permanecendo como a mais barata entre as capitais brasileiras. A alteração foi publicada no Diário Oficial do Município (DOM) e tem o objetivo de manter o equilíbrio econômico-financeiro do sistema de transporte, diretamente afetado pelas sucessivas altas de inflação.


Para o setor empresarial, que faz a aquisição do vale-transporte, via cartões de crédito ou QR Code, a passagem final fica em R$ 4. Mesmo com os novos indicadores, o comprometimento salarial do trabalhador será menor do que o verificado em 2021, pois o valor desembolsado com as passagens em relação ao salário caiu de 13,40% para 11, 63%.


Há dois anos, quando a passagem foi reduzida em trinta centavos, caindo de R$ 3,65 para R$ 3,35, com o salário mínimo valendo R$ 1.100,00, o gasto relacionado ao transporte era correspondente a 13,40%. Considerando o salário mínimo vigente (R$ 1.320) e o gasto com 44 passagens em um mês, apesar da recomposição no preço, o maceioense irá comprometer um percentual ainda menor do orçamento doméstico: 11,63%.


“Meu compromisso com a população é pensar no valor desembolsado com os deslocamentos nos coletivos. Além de proporcionar um transporte público de qualidade, adotamos várias iniciativas que reduziram o impacto dos transportes na vida dos trabalhadores. Nesses dois anos e meio, Maceió conquistou o Geladão, Passe Livre Estudantil e o Domingo é Livre, que zerou as passagens aos domingos. A responsabilidade é cuidar para que os maceioenses tenham um maior poder aquisitivo, para comprar outros itens que também são necessários”, destacou o prefeito JHC.


O diretor-presidente do Departamento Municipal de Transportes e Trânsito (DMTT), André Costa, explica que o maceioense que utiliza o cartão Cidadão pagará R$ 0,14 centavos por dia. Em um mês, serão R$ 6,16 a mais. “A gestão do prefeito JHC tem foco nas pessoas. O comprometimento do salário mínimo do trabalhador foi verificado por nossos técnicos, para minimizar ao máximo, os danos ao orçamento familiar e manter a responsabilidade de preservar o equilíbrio econômico-financeiro do sistema”, disse Costa.


Vale ressaltar, que no edital do contrato de concessão do serviço de transporte público coletivo de passageiros no município de Maceió está previsto um aumento anual da tarifa. No entanto, esta é a primeira vez na atual gestão que é tomada a decisão de recompor os valores, para diminuir as perdas com a inflação no biênio.

댓글


Posts em Destaques
Posts Recentes
Arquivos
Pesquise por Tags
Nenhum tag.
Siga-nos
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • LinkedIn Social Icon
bottom of page