• Extra Globo

Rio faz nova tentativa para comprar ônibus para o BRT

A Secretaria municipal de Transportes do Rio faz, nesta quarta-feira, uma nova tentativa de comprar ônibus para a frota do BRT, que está sucateada e enfrenta problemas como quebras constantes e incêndios. Para isso, reviu preços e prazos de entrega para tentar atrair interessados em fornecer novos articulados para essa renovação. Agora o município está disposto a pagar até R$ 739,3 milhões para adquirir 320 veículos de diversas capacidades — cerca de R$ 276,7 milhões a mais que no pregão eletrônico realizado no dia 16 de março, que não atraiu interessados. A compra, por pregão eletrônico, esta marcada para 11h.


Antes, desde 9h, o município tenta adquirir também por pregão eletrônico outros 71 coletivos comuns. Com capacidade mínima de 85 passageiros cada, eles vão atender a passageiros do corredor da Cesário de Mello, que vem sendo coberto por coletivos fretados pela Mobi-Rio, estatal que assumiu a operação do BRT. A compra está orçada em R$ 97,3 milhões, e a previsão é que os veículos sejam entregues até dezembro.


A secretária municipal de Transportes, Maina Celidonio, disse que boa parte das mudanças foi feita após ouvir o mercado no caso do BRT. Segundo Maina, o foco, neste momento, é reorganizar o sistema e ter mais coletivos para a população, voltando ao antigo padrão, com mais ônibus circulando.


Há ainda outras mudanças. Em lugar de estabelecer a entrega dos coletivos por etapas, como no edital de março, a prefeitura estipulou como prazo limite para o repasse o dia 31 de março de 2023. O edital anterior previa a chegada dos articulados a partir de outubro deste ano até fevereiro de 2023.


Atendendo ao mercado, a prefeitura também mudou a regra de pagamento prevista para os articulados. Na versão do edital de março, o município pagaria integralmente pelos coletivos no momento em que fossem entregues. Agora, isso se dará em duas etapas: 50% do valor quando as carrocerias ficarem prontas e o restante quando os chassis forem entregues. A decisão tomou como base que as duas partes dos coletivos podem ter fornecedores diferentes.


A quantidade de coletivos também mudou. Em lugar dos 307 da primeira licitação, serão 320 no total.


No segundo semestre, mais 181 articulados serão comprados com foco principal de renovar a frota do BRT no corredor Transoeste, mas que só devem entrar em operação após a calha ser recuperada com a implantação de um pavimento mais resistente. A tendência é que essa parte da frota possa custar mais caro.


— Tínhamos recursos para comprar tudo agora. Mas o mercado precisa se reorganizar por dois motivos. Com a pandemia a produção de BRTs parou. Não teriam condições de atender a uma compra integral. E há a questão da mudança de tecnologia. Por exigência do contrato, a partir de 2023, os coletivos que forem fabricados terão que adotar motores menos poluentes (Euro 6). Hoje, não há essa tecnologia no mercado — diz a secretária de Transportes.

Esses outros 181 coletivos só seriam entregues no segundo semestre de 2023.


O que previa o edital anterior

  • 186 ônibus articulados com capacidade para 170 passageiros - R$ 278.070.000 (R$ 1,495 milhão por unidade)

  • 20 ônibus articulados com capacidade para 130 passageiros - R$ 27,9 milhões (R$ 1,395 milhão por unidade)

  • 101 ônibus articulados com capacidade para 190 passageiros - R$ 156.550.000 (R$ 1,550 milhão por unidade)

  • Compras divididas em dois lotes

  • Pagamento dos coletivos no momento da entrega

  • 81 veículos entregues até 31 de outubro

  • 233 veículos entregues até 31 de dezembro

  • 307 veículos entregues até 28 de fevereiro de 2023

  • Total - R$ 462.520.000

O que prevê o novo edital

  • 200 ônibus articulados com capacidade para 170 passageiros R$ 363. 820.112 (R$ 2.278.875,70 a unidade)

  • 20 ônibus articulados com capacidade para 130 passageiros - R$ 42.303.481,61 (R$ 2.115.117,08 a unidade)

  • 100 ônibus articulados com capacidade para 190 passageiros - R$ 242.207.792 (R$ 2.427.077,32)

  • Total - R$ 739.306.413,86

  • 50% do pagamento na entrega do chassis

  • 50% do pagamento na entrega do veículo completo

  • Compras divididas em nove lotes

  • Entrega das encomendas até 31 de março de 2022

  • Diferença : R$ 276.786.413,86

Posts em Destaques
Posts Recentes
Arquivos
Pesquise por Tags
Siga-nos
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • LinkedIn Social Icon