• cidadeverde.com

Sintetro afirma que há aumento da frota de ônibus somente no horário de pico

O transporte público em Teresina retorna gradualmente na capital. Uma reunião entre membros da Prefeitura de Teresina e empresários do setor de transporte público definiu o retorno de 200 ônibus já na segunda-feira (11/10). Contudo, os ônibus estariam circulando apenas no horário de pico na cidade, das 06 às 09h e das 16 às 19h.


A informação foi repassada ao Cidadeverde.com pelo presidente do Sintetro (Sindicato dos Trabalhadores Em Empresas de Transportes Rodoviários No Estado do Piauí), Ajuri Dias. Segundo o presidente, os motoristas que têm retornado ao trabalho relatam que os ônibus estão circulando com a frota determinada apenas no horário de pico em Teresina.


No entrepico, período mais calmo ou lento do transporte, a população ainda está enfrentando dificuldade no transporte coletivo para se locomover pela cidade. “Não são os 200 ônibus que o Setut e a Strans dizem. Há menos, mas estão retornando gradualmente”, destacou à nossa reportagem Ajuri Dias.


Já o gerente de Planejamento da Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (Strans), Felipe Leal, informou que a quantidade de ônibus que está circulando na capital piauiense é de 200 ônibus no horário de pico e de 140 no entrepico.

“A quantidade foi definida após uma reunião na sexta-feira (08). No entrepico é normal que a frota reduza em 30%”, destacou Leal. De acordo com levantamento da Strans, na segunda (11) e terça (12) circularam em Teresina 92% dos 200 ônibus determinados.


A fiscalização do cumprimento dessa medida é feita pela própria Strans. “A gente fica observando através do sistema de bilhetagem para saber se esses ônibus estão rodando. A gente realmente vê a população reclamando principalmente nesse horário de entrepico”, relatou o gerente de Planejamento da Strans.


Apenas a região Sudeste de Teresina sofre com a falta do transporte coletivo. Segundo informou Felipe Leal, alguns ônibus que não são de nenhum consórcio estão circulando, mas tão logo retorne o coletivo na região, eles serão suspensos. “Vamos regularizar a situação lá até amanhã”, completou Felipe Leal.


NOVA GREVE EM TERESINA


A reunião entre representantes do Sintetro e de empresários do setor de transporte coletivo não terminou bem na avaliação do Sintetro. Segundo o advogado que representa a categoria, Cauê Silva Castro, o SETUT não apresentou nada concreto e que mudasse a situação dos motoristas e cobradores.


Por conta disso, a diretoria do Sintetro esteve reunida na terça-feira (12/10) e convocou duas assembleias para esta quinta-feira (14). Nelas serão deliberadas, entre outras pautas, a possibilidade do retorno da greve de motoristas e cobradores em Teresina.


“Já estamos há dois anos sem convenção. Pedimos [na reunião com o Setut] para que pudéssemos assinar a convenção de 2022 como compromisso para que o trabalhador retornasse ao trabalho. Não estamos pedindo reajuste, mas a manutenção do salário como garantia”, pontuou Ajuri Dias.


As assembleias estão previstas para acontecer em dois momentos: uma às 9h da manhã e a segunda às 16h na sede do Sintetro. “Nesse primeiro momento pensamos em fazer manifestações e atos. Depois a greve”, concluiu Ajuri Dias à nossa reportagem.

Nataniel Lima redacao@cidadeverde.com

Posts em Destaques
Posts Recentes