• Diário do Transporte

Tarifa de ônibus em Araucária (PR) vai ter redução de R$ 2,20 para R$ 1,95

Novo valor entra em vigor na segunda-feira (13)


ADAMO BAZANI


A tarifa dos ônibus municipais de Araucária (PR) vai ser reduzida de R$ 2,20 para R$ 1,95 a partir de segunda-feira, 13 de setembro de 2021.


A informação foi divulgada pela prefeitura nesta quinta-feira (09).


De acordo com a administração municipal, é a segunda redução da tarifa durante a pandemia. Desde janeiro de 2021, a tarifa do TRIAR (Transporte Integrado de Araucária) estava em R$ 2,20. A sequência de queda de valores, segundo nota da prefeitura, começou em janeiro de 2018, quando houve redução de R$ 4,25 para R$ 2,90. Em abril de 2019, caiu de R$ 2,90 para R$ 2,65 e, em novembro de 2019, passou a ser de R$ 2,40.


Permanecem a integração gratuita com as linhas metropolitanas, a integração temporal entre linhas do TRIAR (‘ponto a ponto’), a tarifa domingueira (gratuita) e as gratuidades previstas em lei.


Antes da pandemia, segundo a prefeitura, as reduções tarifárias proporcionaram um aumento da quantidade de pessoas usando os transportes público, ciclo que foi interrompido com a covid-19.


“A tarifa reduzida e os benefícios funcionaram como um estímulo ao uso do transporte coletivo. O município viu o número de usuários superar os 50 mil/dia (pico antes da pandemia); o que representa um aumento de público em cerca de 40% em relação ao período anterior à redução de tarifa e de oferta dos benefícios.”


Ainda de acordo com a prefeitura, as reduções tarifárias foram possíveis com complementações de receitas e corte de custos no setor de transportes.


Há um destaque importante: na percepção da Prefeitura, o transporte coletivo é “uma conta que nunca fecha” (argumento muito comum), mas, como serviço essencial, é preciso encontrar meios para viabilizá-lo e que ele funcione da melhor maneira possível para os usuários. Nesse sentido, é importante o subsídio garantido há anos pela Prefeitura para custear o sistema de transporte coletivo (incluindo a garantia da integração gratuita com as linhas metropolitanas). Em 2020 foram R$ 34,6 milhões investidos. Em 2019, este valor ficou em cerca de R$ 25 milhões. Mas este valor já foi muito maior: R$ 42 milhões (em 2014), R$ 43 milhões (2015) e R$ 46 milhões (2016); época em que nem havia muitas das gratuidades atuais ou o sinal de internet nos ônibus. A otimização dos recursos possibilitou mais benefícios com menos custo para o município.


O fato de oferecer mais e com custo menor (na contramão de outros municípios) tem despertado o interesse de outros municípios para entender como é possível implantar essas melhorias. Além de municípios do Paraná, houve contato de outros estados para saber mais sobre a experiência local de Araucária


Como mostrou o Diário do Transporte, em 26 de julho de 2021, entrou em operação um novo sistema com três empresas de ônibus após uma licitação:


– Lote Norte: Empresa Silva e Santos (nome fantasia de Sharp Turismo), com sede em Fazenda Rio Grande (PR) e tem origem na Empresa Pluma (Edital de licitação estipulava R$ 7,48 e empresa ofereceu R$ 6,76);


– Lote Sul: Empesa Francovig, com sede em São José dos Pinhas (PR) e atuação em diferentes cidades (Edital de licitação estipulava R$ 6,97 e empresa ofereceu R$ 6,27);


– Lote Norte-Sul: Empresa Imperial Transportes, com sede em Belo Horizonte (MG) (Edital de licitação estipulava R$ 7,85 e empresa ofereceu R$ 6,81);


Relembre:


https://diariodotransporte.com.br/2021/07/23/araucaria-passa-a-ter-tres-novas-empresas-de-onibus-e-um-novo-triar-nesta-segunda-26/


Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Posts em Destaques
Posts Recentes